domingo, 2 de novembro de 2014

#6 - Forte de Peniche, 24 de Dezembro de 1963: António Dias Lourenço ao filho Tónio

imagem
[Este cartão de Natal, executado pelo próprio, é a primeira missiva enviada pelo dirigente comunista António Dias Lourenço -- membro do Comité Central do PCP, em segunda prisão desde o ano anterior --, ao seu filho Tóino (ou Tonoc), então apenas com três anos.]





«Trago aqui muitos beijinhos do pai para o Tóino!»





António Dias Lourenço, Saudades... Não Têm Conto! --Cartas da Prisão para o Meu Filho Tóino, Lisboa, Editorial Avante!, 2004.