sexta-feira, 8 de abril de 2016

#12 - Santa Eufemia, 14 de Setembro de 1870: Oliveira Martins: "Meu caro Enes"

S.ta Eufémia, 14 de Setembro de 1870

Meu caro Enes

muito devia ter-te escrito, mas muito trabalho primeiro, minha mulher doente depois, e por fim 10 dias de sezões, tiraram-me o lugar. Parece-me que não há que dizer.
Agora de mim vou bem, e com a aproximação do inverno tudo melhora. Os campos viçam, rebenta a água por toda a parte. A água! a água é a grande animadora nestas regiões torradas de sol durante uns poucos de meses. Isto é uma serra, e nisto digo tudo. Sinto uma liberdade ampla de acção e de pensamento. Acho que vou dar em caçador. Há gamos, perdizes e javardos por estes montes. Folgo de ter vindo aqui: oxalá eu assim pudesse ter comigo quantos desejara!
Sou uma espécie de rei, entre os 300 ou 400 mineiros: foram-se todas as veleidades republicanas... aqui.
Escreve-me, adeus meu caro amigo.


Crê-me teu am.º verd.º

J. P. Oliveira Martins


Comentário - Na juventude dos seus 25 anos, Oliveira Martins assumiu a administração das minas de Santa Eufémia, Espanha, onde permanecerá até 1874, escrevendo nesse período Teoria do Socialismo (1872)  O Socialismo em Portugal (1873). António Enes, político e escritor, distinguiu-se como comissário régio em Moçambique
Publicada por Francisco d'Assis Oliveira Martins, Correspondência de Oliveira Martins (1925)

Sem comentários:

Enviar um comentário